PERSONALIDADES MARCANTES
LUIZ SEBASTIÃO DO AMARAL
( 04-08-1904   17-07-1980)

Filho de Júlio Martins do Amaral e de D. Francisca Salomon do Amaral, o conterrâneo Luiz Sebastião do Amaral era, de todos os seus amigos e incontáveis admiradores, conhecido por Luizinho Amaral.

Foi gerente da Companhia Sul-Mineira de Eletricidade, empresa que seria encampada pela CEMIG. Também atuou no comércio.

Sua memória, contudo, viva e saudosa, está presa às reminiscências do futebol em Itajubá. Luizinho Amaral era esportista aplaudido entusiasticamente pelos torcedores dos times da cidade, numa época que não havia jogador profissional, e eram todos amadores sem ambições financeiras. Foi ele o zagueiro hábil e famoso do futebol desta cidade, no tempo de Nélson Godói, do Olinto Santos, do Ralph Jordão, do Maldonado Garcia, do José Mandolesi, do Mário Braz (filho do Dr. Wenceslau Braz), do Artur Paiva, do João Câncio, do Brasilino Menicale, de Celso Pinto, do Jovita, do Reis e de outros excelentes craques de então, quando Luizinho Amaral era um dos "ídolos" da época. Jogou primeiramente no Itajubense EC., o famoso "Tigre Negro", porque usava camisa preta e era invencível, e isso lá pelos anos 20.

No retrato, feito pelo Viallet em 1929, Luizinho está integrando o Brasil EC., cujo campo existiu na Av. Paulo Chiaradia, mais ou menos (talvez exatamente) onde seria construido o Tigrão. Luizinho Amaral é o último, à direita.

Documento sem título