PERSONALIDADES MARCANTES
MARIA DE LOURDES PEREIRA BRAZ
( 22-04-1907   31-08-2002)

Dona Maria de Lourdes Braz, nascida em Guaranésia-MG, porém desde a infância residente nesta cidade, fato que a levava considerar Itajubá sua terra, onde está sepultada. Era filha do industrial e banqueiro Major João Antônio Pereira e de D. Maria de Toledo Pereira (D. Maria Lica).

Casou-se em 8 de dezembro de 1925 com o Dr. João Braz Pereira Gomes, itajubense, engenheiro eletricista com a 2ª turma do então Instituto Eletrotécnico e Mecânico de Itajubá (ora Universidade Federal de Itajubá), filho do preclaro estadista Wenceslau Braz Pereira Pereira Gomes, Presidente da República de 1914 a 1918, e de D. Maria Carneiro Pereira Gomes.

De seu casamento com o saudoso Dr. João Braz (08-01-1900; 29-10-1981) teve Dona Maria de Lourdes os seguintes filhos: D. Rúbia Braz Bueno do Prado, casada em 23-01-1947 com Antônio Franklin Bueno do Prado, Procurador do Estado do Rio de Janeiro já falecido); D. Maria Beatriz Braz Mendonça, casada com César Queirós Pinto de Mendonça já falecido); D. Pérola Braz Botelho, casada em 1209-1951, na Candelária-RJ. com o Dr. Gilberto Müller Botelho, ex-Advogado do Banco do Brasil e atual Vice-Prefeito de Itajubá, humanitário e benemérito cristão a quem esta cidade muito deve; Wenceslau Braz Neto, falecido com a primaveril idade de 14 anos, em 05-10-1948, no Rio de Janeiro.

Dona Maria de Lourdes, faleceu com 95 anos, viúva, nora de Wenceslau Braz, foi uma senhora possuída de elevados e abençoados propósitos de altruísmo evangélico, dada à bondosa benemerência com promoções filantrópicas de grandes méritos. Cooperou com o arcebispo Dom Hélder Pessoa Câmara na criação da primeira barraca de Minas Gerais, noRio de Janeiro, da Feira da Providência. Com o Dr. João Braz, seu esposo, deu início à Inundação da Granja Escola "Wenceslau Neto" nome dado a essa benéfica instituição em homenagem à memória de seu filho desaparecido aos 14 anos, instituição esta que tem tido os continuadores de Dona Maria de Lourdes Pereira Braz, dando amparo a dezenas de menores, ora sob a direção das Rvmas. Irmãs do Sagrado Coração.

Documento sem título